Lígia Nottingham

Design Industrial: sonhos de uma casa montada no Pinterest

24 de junho de 2016

Design Industrial-02

O que você faz naquele momento em que você chega em casa e decide relaxar um pouquinho? Liga a tevê?Assiste uma novela? Corre para o Facebook ou vai ver fotos no Instagram?

Eu sou a absoluta adepta do Pinterest. E meu tema favorito com certeza é decoração. Amo ficar vendo esses ambientes perfeitos, com cores suaves que descansam os olhos, relaxam a mente e nos fazem viajar por culturas e ideias tão diferentes… Mas bacana também, assim como na moda, é começar a perceber as tendências, as cores mais usadas, os estilos mais procurados… e com certeza um estilo que está super em alta é o design industrial.

O que caracteriza esse tipo de interior são os espaços livres, com estruturas aparentes. O teto fica sem reboco e exibe os canos e fiações (tudo muito bem pintado em uma única cor), as paredes são perfeitamente preparadas para ficarem com aquela aparência rústica, com cimento queimado, tijolos aparentes ou cerâmicas de metrô.

Já nos móveis, a pegada é moderna e clean misturada com um toque vintage. O legal é justamente fazer essa mistura. Móveis rústicos de madeira se misturam com poltronas de veludo. No teto também pode cair um belo lustre ou pendente arrematando o contraste do moderno e do vintage.

E como eu sou fascinada pelo rosa antigo, fiz uma seleção de espaços maravilhosos que colocam o tom em contraste com o cinza, mais uma vez fazendo o contraponto que torna o ambiente super chic.

Design Industrial-01

LN_design Industrial-01LN_design Industrial-03 LN_design Industrial-04 LN_design Industrial-05 LN_design Industrial-06

Diana Vreeland e as frases de moda que você precisa levar para a vida

23 de junho de 2016

Blog Lígia Nottingham-02

Diana Vreeland é um daqueles ícones de moda clássicos e que nem sempre são conhecidos como deveriam. Dona de uma personalidade forte, foi editora de moda da Harpeers Bazaar (1936-1962) e da Vogue (1962-1971) numa época em que as extravagâncias iam muito além do que estamos acostumados a ver hoje. Diana dizia que só existe uma vida realmente boa, é a que você sonha e faz acontecer. Nascida em Paris no ano de 1903, teve sua juventude na Bella Époque rodiada de famosos, luxo e fascinação pela estética. Uma de suas amigas era e estilista Coco Chanel.

Por conta do seu senso de estilo, foi convidada para ser editora de moda da Harper’s Bazaar onde ficou famosa por seus editoriais super extravagantes e criativos, ela também teve uma coluna engraçada chamada “Why don’t you”(Porque você não…) na qual ela indicava coisas interessantes e originais para fazer. Ía de dicas do que vestir à dicas de comportamento. Depois foi convidada para comandar a Vogue. Assim como Chanel, Diana não tinha valores muito familiares, seus próprios filhos contam que ela era uma péssima mãe. Uma mulher à frente do seu tempo, gostava de se dedicar ao trabalho e às suas próprias ideias, amava viajar e conhecer novas culturas, tanto que uma das suas frases mais famosas é “o olho precisa viajar”.

O documentário sobre ela é bem completo fala bem dessa personalidade forte e de como ela era ousada, chegando até à alguns exageros. Eu fiquei super fã e acho uma personalidade digna de inspiração. Quem quiser ver o vídeo, eu indiquei aqui. E abaixo tem 5 frases que eu levo para a vida.

 

Blog Lígia Nottingham-01

Patches: a mais nova trend permite atualizar a jaqueta, o jeans e os acessórios de um jeito fácil e barato

20 de junho de 2016

 

Blog Lígia Nottingham-02

Quer saber o que vai ser tendência? É só ficar de olho em tudo o que a Gucci está fazendo. Desde que o designer Alessandro Michele assumiu a direção criativa da marca que a Gucci têm sido destaque nos editoriais de moda e se tornou umas das principais lançadoras de moda ao lado da Dolce&Gabbana. E olha só que trend gostosa com carinha retrô que eles lançaram no desfile de primavera verão 2015…

Numa pegada completamente vintage, Alessandro criou jaquetas statement (daquelas que dão logo o recado quando chegam ao ambiente) cheias de aplicações em bordados ou em patches, que são etiquetas bordadas em diversos formatos que podem ser aplicadas diretamente ao tecido. Geralmente você encontra os patches em lojas de aviamentos, de linhas e tecidos… na sua cidade com certeza tem alguma. E para nós ficou uma forma super fácil de atualizar algumas peças que estão esquecidas no guarda roupa, ou de simplesmente personalizar o look entrando numa tendência super descolada.

Para quem não encontrar os patches, também vale usar bottoms e pins, e aqui vai uma dica: para ficar bonito, escolha peças (bottoms ou patches) que tenham tons parecidos, ou um mesmo estilo de bordado.

Ah, e tem mais uma forma!! Quem tem aquele dom para bordar (ou tem um avó, ou uma tia que arrasa), também pode investir em criar desenhos ou formas aplicando pedrinhas e vitrilhos.

E se eu disser para vocês que eu trago de viagem alguns pins e patches como souvenir? Vou já procurar ali no fundo do baú e atualizar um jaqueta jeans!

Blog Lígia Nottingham-01

 

Polka Dots Mania: não me canso das bolinhas

17 de junho de 2016

38e476b3f740715e86d02c454b0b8873

Se tem uma estampa da qual não me canso, são os polka dots, ou as chamadas estampas de bolinha. Elas nos levam diretamente a um mundo vintage, com ares de anos 50 e se prendem à babados, saias rodadas e outras modas da época. Quando essa padronagem estava ficando perdida no tempo, a Dolce&Gabbana lhe deu uma bela repaginada e a fez voltar a ser objeto de desejo na coleção de verão 2015. Desde então não sai mais da minha cabeça. Eu costumava ter peças com a estampa, mas faz um tempo que parei de comprar, esse vestido aí de cima (que eu vi no Pinterest – we love Pinterest) chamou de novo a minha atenção… desejando polka dots em um longo cheio de babados. Mas tem muitas outras peças que também são fantásticas.

sophia-amoruso-headshot-2-466x364

2a69550428418e136e82453e494f14b9   589a53584963b9d8cd93b4e1ec4cd8dc 667be129a41aad9a95b11fc03c398828 76295a9895921092b9ce378329a7585d d7cb9eb84f64db57e1a1ca8d9e509870 d318ded42d5d88be8ebf57b64de69b6c e763eebb6d0dbbaafed7be0e4daae380

3 documentários de moda para amar o Netflix nesse final de semana

01 de abril de 2016

075b18_8075449749a04bb69923fbd3f855fea9

Depois de vários dias de gripe e um feriado praticamente na cama posso dizer que o Netflix virou meu best friend! Não que eu já não fosse íntima dele antes, de fato já faz tempo que estamos amadurecendo essa relação, mas agora é definitivo: Netflix é para casar! Mas se você não costuma se apegar às coisas por muito tempo, não tem problema, aproveite essa pequena programação que eu vou indicar para ter um momento paixonite aguda.

Olha, eu confesso, nunca fui a grande fã dos documentários. Embora eu curta fazer o tipo cult (i love art) e adore permear pelos bastidores do underground, nunca fui daquelas que se joga produções de histórias reais. Não, eles nunca me chamaram a atenção, nunca me foram convidativos…. até conhecer o Netflix.

Por lá está guardado um número maravilhoso de histórias contadas por pessoas competentes na arte do entretenimento. Vejam só: informação alinhada à uma forma gostosa de contar as coisas… agora eu me sinto representada.

Entre tantas obras lindas que a gente pode encontrar no Netflix, assisti 3 documentários na área da moda que fizeram os meus olhos brilhar. Eu sei que tem outros por lá, mas eu estou falando desses filmes que fazem a gente se inspirar e ter orgulho do nosso trabalho sabe? Para quem quer entender um pouco de moda ou gosta desse mundo, é super legal, mas para quem trabalha no ramo, eu diria que é essencial. Aqui vão os meus amores do momento:

1. Em primeiríssimo lugar (e se você só tiver paciência de ver um, veja esse) está o documentário sobre a Diana Vreeland, a editora de moda que revolucionou a Harper’s Bazaar e depois comandou a Vogue Americana. Excêntrica e com um senso de moda maravilhoso, essa mulher vai te fazer ver o universo fashionista com outros olhos. Aliás, a célebre frase dela é essa: “Os olhos precisam viajar”.

075b18_997b3fa485c445608353c2824be4e815

2. A senhorinha mais famosa da moda, com estilo único e impecável conta sua história nesse documentário que leva o seu nome. Iris Apfel trabalhou com tecidos e é apaixonada por design. A sua imagem leva sempre muita informação, ela exagera nos acessórios e sobreposições e também abala nas cores. É muito interessante ver a vida dela mais de perto e entender como esse estilo de vida vai parar em todos os momentos da vida dela.

075b18_59418cc3d85b4868bb59cdad75590416

3. Em terceiro lugar, mas não menos interessante, o documentário Advanced Style é um adendo ao site que leva o mesmo nome e registra senhoras estilosas da cidade de Nova York. Ao todo são 7 mulheres abordadas nesse filme que conta o dia a dia delas e suas escolhas de moda. O interessante é ver que cada uma tem sua forma de se utilizar das roupas, além disso, essas senhoras possuem diferentes classes sociais e o pouco poder aquisitivo não afeta no poder do estilo.

075b18_7deecb1d911c470cbb4ec37c3353d8b4

Agora é só fazer a pipoca e se divertir. Beijos e bom final de semana.

Últimas do Instagram | @ligianott

Dear readers, because it is a commercial media, this blog may have promotional content.
Queridas leitoras, por se tratar de uma mídia comercial, este blog pode ter conteúdo promocional.


Lígia Nottingham | 2015