03 maio 2012

Cuidado, é tendência!


Parece que temos uma palavra de ordem na moda: tendência!
Com tantas revistas, blogs e jornais ditando o que se deve usar, fica a pergunta: E agora, quem é que vai dar conta disso tudo?
Quanto mais se fala que a moda não tem regras, mais regras aparecem.
Por quê será que tem sempre alguém querendo te dizer o que vestir? Acredito que essa pergunta merece mais reflexão do que tentar descobrir a cor da estação.

Os blogs de moda, considerados os meios mais democráticos da mídia, viraram ditadores de tendência, e nada mais são do que simples guias de estilo sem conexão com os fatos do mundo, ou da própria personalidade do leitor.
Vocês devem conhecer a célebre frase de Coco Chanel:

"A moda passa, o estilo fica."        

Mas será que as pessoas realmente compreendem essa frase?

Para se vestir bem, tendências não ajudam, é necessário uma compreensão muito sincera do próprio corpo, da personalidade e da sua condição financeira. Gastar mais do que se tem para "estar na moda" nunca foi chic, nem aqui, nem em Paris.

Quanto mais leio e estudo assuntos dessa área, mais compreendo que estar sujeito à todas as mudanças da moda é uma total falta de auto-estima e auto-conhecimento.
Não pretendo dizer com esse quase manifesto que o leitor não deve conhecer as tendências, afinal, a moda muda porque nós todos mudamos o tempo todo, mas, preciso dizer que para se vestir bem é preciso conhecer as tendências e refletir sobre elas, seguir apenas algumas, não muitas, muito menos todas.

No guia de estilo "A Parisiense", Ines de la Fressange  diz



Ter peças clássicas no guarda-roupa é a melhor forma de estar sempre na moda. As peças da estação escolhidas a dedo entrarão como um "plus", um "a mais", fazendo a diferença em combinações que lhe pareciam tão tradicionais.

Ter um guarda-roupa com peças básicas como:
1. Calça jeans reta,
2. Camiseta básica branca,
3. Camisa (de botão) branca,
4. Blazer preto,
5. Vestido preto básico,
entre outros, vão fazer toda a diferença na hora de combinar looks mais ousados dentro das tendências atuais que cabem no seu estilo.

Quando se tem peças básicas, também teremos os acessórios para fazer toda a diferença,  eles serão os principais curingas do seu guarda-roupa. No "The little Dictionary of Fashion" (O pequeno dicionário de moda), Christian Dior diz:


"Um acento é aquele toque pessoal que faz um vestido ser o seu vestido... 
com seu estilo pessoal ninguém pode fazer melhor do que você."

Acessórios são uma ótima forma de dar um "acento" no seu look, peças e cores que estão em tendência serão muito bem vindas nesse momento, se estas combinam com o seus estilo, é claro! Mas, se o color blocking, por exemplo, não te agrada os olhos, ou se você acha que simplesmente não combina com você, não use só porque é a moda da estação. Ou mesmo, se um acessório ou peça que você ama, sair de moda, não a coloque de lado, é ela que vai marcar o seu acento quando ninguém mais estiver usando.

Não esqueça que as regras todas se quebraram no mundo da moda, as capas das diferentes revistas já parecem não falar a mesma língua, portanto, não se sinta "obrigada"a comprar todas as tendências, a ter todos as peças da moda e tente aproveitar bem tudo o que você tem no seu guarda-roupa.
Blogs que falam de design, arte e cultura também são ótimas dicas de inspiração na hora de vestir.

O que vocês acham disso tudo? Discute o assunto comigo, deixe a sua opinião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário