25 setembro 2012

A moda renascentista em voga



Imagem: Editorial Vogue Japão

Quatro editoriais de moda estão trazendo em outubro o estilo renascentista em suas produções. O que pode parecer coincidência, na verdade mostra uma tendência se confirmando em cores e formas.
Para muitos autores, o Renascimento é a época em que de fato a moda começa a surgir. O movimento de estilo que começou na Itália e se expandiu por toda a Europa, atingiu várias áreas artísticas, como a moda, a arquitetura e a literatura. Nele, existe uma tentativa de valorização das formas naturais e das atitudes do cotidiano. As mulheres ficam mais cheinhas e o nu passa a ser tema de muitos quadros.
Na moda, os espartilhos desaparecem dando ao corpo sua forma natural.  Tecidos como o veludo e os brocados (aquele tecido de sofá, sabe?) são muitas vezes rebordados em desenhos com formas da natureza, geralmente de flores, folhagens ou arabescos (formas geométricas que lembram folhagens). Há também um movimento de retorno à Antiguidade, com valorização da beleza e dos prazeres da vida, por isso, as mulheres ganham penteadeiras, e os cabelos passam a ter uma estética tão, ou mais, valorizada que os trajes.
As roupas femininas pela primeira vez são compostas por peças independentes, produzidas em tecidos pesados, e modelagens volumosas.
A seda surge nessa época, embora não seja tão pesada quanto os outros tecidos, era utilizada em abundância, com muitos drapeados, gerando volume.

Vale à pena conhecer como esse estilo está voltando e já se inspirar na moda renascentista. Eu acho lindo!!!



Apresentando a coleção de outono do McQueen, a revista digital Fashion Gone Rogue fez esse editorial que eles chamam de Gótico Romântico, mas na verdade o estilo gótico é marcado pelas estruturas rígidas, portanto, na verdade o estilo das roupas está mais ligado ao Renascimento. Essa foto marca bem a utilização da seda com drapeados e a falta do espartilho, clássica combinação renascentista.


 A edição de outubro da Elle Ukraine nos leva ao berço do movimento renascentista, em Florence, com uma moda que seria a versão moderna do estilo.



O editorial da Vogue Japão da edição de Outubro, tem a rainha francesa, Maria Antonieta, como inspiração, portanto, acredito ter sido fotografado dentro do Palácio de Versailles.  É super bem produzido, com a beleza dos cabelos super bem pensada, na verdade é o único dos editoriais que levou à sério a reprodução dos cabelos da época. Um editorial divino, vale à pena apreciar cada detalhe.


O editorial da Madame Figaro une tradição e modernidade em trajes com inspiração renascentistas alinhados à cultura chinesa. Arabescos bordados em veludo e tecidos pesados marcam esse editorial da edição francesa.

Fonte sobre o Renascimento: NERY, Marie Louise. A Evolução da Idumentária: subsídios para criação de figurino. Rio de Janeiro: Ed. Senac Nacional, 2004.

Nenhum comentário:

Postar um comentário