29 março 2013

Místicos e religiosos: símbolos que energizam e protegem


Objetos de veneração, ícones que protegem, força que ilumina... as religiões criaram suas imagens e símbolos para trazer o seu Deus para perto das pessoas. Logo esses ícones se tornaram acessórios fundamentais, afinal, nada melhor do que carregar essa proteção estampada no peito.

Símbolos que em primeira ordem carregariam ideologias e crenças, entraram no mundo da moda com efeito estético. Em tempos atuais, no qual a sociedade está confusa sobre os seus valores, é tendência que se tente uma reaproximação aos antigos cultos e religiões.
A escolha de um novo papa e novos movimentos religiosos também dão força à tendência mística.

Neste ano, grifes como Dolce & Gabbanna e Alexander McQueen tomaram a temática para os seus desfiles (isso sem citar editoriais de moda, como o da VOGUE com a top Izabel Goulart - na foto acima) embalados pela onda da moda glamour punk que uniu o barroco e o gótico. Mas é certo que outros símbolos místicos, para além da religião católica, também devem voltar à tona.

Utilizá-los como crença ou apenas como composição estética, é escolha de cada um. Mas, para ter estilo é sempre importante entender o que se está usando... além de cruzes e caveirinhas, você está carregando significados, e compreendê-los é a melhor forma de montas um look que acompanhe a sua personalidade.

Crucifixo:
O crucifixo, ou cruz de Cristo, é um objeto de veneração, utilizado pelos cristãos depois da crucificação. O objeto era também usado como identificação de cristãos na época em que eram perseguidos. Popularizou-se na moda na década de 80, quando a cantora Madonna adotou o acessório em seus looks e shows, como uma forma de alfinetar a igreja. Atualmente, o símbolo está em todas: blusas, shorts, calças, acessórios, tatuagens.






























Escapulários: 
O escapulário é um sacramental predominantemente utilizado pelos católicos. O escapulário de Maria do Carmo, por exemplo, concretiza a maternidade espiritual que protege na vida, salva na morte e intercede depois da morte.


Olho grego:
É um talismã contra a inveja e o mau-olhado. É conhecido também como símbolo de sorte. O olho também pode ser o olhar de Deus que ilumina e protege as pessoas. O símbolo existe há muito tempo e era utilizado em rituais da religião islâmica.
Shambalas: Símbolo da cultura budista, foi adaptada por joalherias. Representa a união do homem com todas as energias cósmicas pelo lugar sagrado (shamballa, originalmente, é um lugar místico citado em textos sagrados no oriente). Afasta fluídos negativos, para a proteção.

Estampados no peito:


Nenhum comentário:

Postar um comentário