10 outubro 2013

Quanto vale um post?




Tenho pensado bastante sobre a questão da ética nos blogs de moda e até que ponto vale à pena "vender um post". Passando pelo Facebook, vi esse post da Mariana Marques, um dos nomes referência em Mídias Sociais daqui do Ceará e blogger do @deustavendo:
"Queria só deixar uma coisa clara aqui depois de muitas questões por aí: eu não recebo dinheiro nem conta de graça pra dizer aqui que uma coisa presta, que um brigadeiro é bom, que uma loja de peixe tem um aquário massa ou que restaurante xis tem um atendimento bom..."
No dia seguinte me deparo com a polêmica lançada pela Ellen Medeiros (outra blogueira que respeito e gosto) no Face:
"O que vocês acharam da blogueira de moda que fez campanha pra Pneus?! polêmica do dia! http://instagram.com/p/fSdYENG1wf/"
O fato da blogueira de moda estar fazendo propaganda de pneu é, de fato, chocante, lembrando que tudo o que te ronda é também uma roupagem. Entretanto, o que mais me chocou foram os comentários em que algumas pessoas deixam claro que por dinheiro, ou por "muuuuito dinheiro"topariam fazer essa ou outra propaganda qualquer.

As blogueiras hoje são referência de moda e comportamento, são os ícones de estilo e inspiração para milhares de meninas e mulheres, isso não dá a elas uma certa responsabilidade com o que estão dizendo, fazendo e vestindo? Em que momento elas começaram a se vender dessa forma? 
Os jabás, brindes e lembrancinhas fazem parte da profissão, a blogueira educada agradece um presente que ganhou, mas não precisa dizer que ama uma marca só porque ela lhe deu um mimo.

Vocês confiam numa blogueira que veste tudo e qualquer coisa? Que passa por todas as marcas com conceitos completamente diferentes? Vale tudo por dinheiro? E como fica a relação de confiança com as leitoras?
O Blog não deve deixar de ser um negócio, mas uma blogueira deveria ter mais cuidado com as marcas  que lhe cercam, já que todo produto ou serviço que consumimos são, de certa forma, uma roupagem e tem a função de dizer quem somos.

P.S: Queria aproveitar para deixar claro que essa blogueira que aqui vos fala continua vestindo roupas que ela gosta, e só usa marcas nas quais ela confia. Que eu adoro receber presentes, mas que pequenos (ou grandes) mimos não compram a minha opinião. A minha ética, os meus sonhos, e a minha ideologia não estão à venda. 

2 comentários:

  1. Ligia,
    se elas começam a se vender desse jeito acho que o lance do blog perde toda a credibilidade. Acho que o grande trunfo de blogs é exatamente essa relação quase pessoal que se tem com os leitores. Os leitores acham que estão lendo o que uma amiga escreveria, indicaria, por isso alguns blogs/blogueiras conseguem ser tao influentes, pois o povo confia que aquilo é genuíno. Mas uma vez que o publico nota que nao há mais consistência na mensagem, que virou propaganda a confiança acaba e o que esse blog/blogueira disser já nao terá mais tanto valor assim. Portanto, keep going do seu jeitinho! :)

    ResponderExcluir
  2. AMEI! E fiquei chocada com essa do pneu, não tinha visto. Triste :(

    ResponderExcluir