13 outubro 2014

Gender Bender: confundindo os gêneros

Recebi um material incrível esses dias que eu queria compartilhar aqui com vocês, a acredito que vão amar tanto quanto eu.
É um editorial autoral produzido por uma turma daqui mesmo de Fortaleza, a fotografia é do Rafael Sales, a produção de Aline Cacau e a modelo é a Fernanda Campelo, abordando o tema Gender Bender. Vocês já ouviram falar nesse termo?

Gender Bender , também chamada de genderfucks, designa a ação de se rebelar contra a diferença de gêneros, ou seja, você defende que não haja diferenças sociais entre as pessoas do sexo feminino e masculino. Essas atitudes não precisam ir até o fim de todas as regras, o fato de uma pessoa ser andrógina (quando visualmente não se distingui se se trata de uma mulher ou um homem), por exemplo, seria um tipo de gender bender. Mas o fato da mulher se utilizar do guarda roupa masculino, já seria uma forma de atuar nesse estilo, como mostra o editorial M, do Rafael Sales.

"A pegada do editorial é toda gender bender. Um styling masculino acompanhado de poses mais geométricas".  
De acordo com o fotógrafo, a idéia era fazer uma garota tomboy. As poses geométricas trazem um ar mais modernista, urbano. A produção, composta por Aline Cacau, buscou compor looks mais abertos e mais fechados, criando uma dicotomia visual que também é representada na composição da luz: fundos claros e fundos escuros.

A expressividade da modelo é relacionada a angústia e a necessidade de quebrar os conceitos de masculino/feminino, o que pode e o que não pode.

Para quem ama moda com conceito… taí um editorial para gente se deliciar! Enjoy!





Nenhum comentário:

Postar um comentário